A Classe da Elite Japonesa

Tradução: COTE Brasil


Volume 7

Capitulo 2.1: Aviso de Partida e Reunião

(Introdução)

"Droga, quem diabos eles pensam que são?". 

Sudou, entrando na sala de aula enquanto resmungava, passou por seu próprio assento e se aproximou de Horikita. Eu poderia dizer que ele está furioso com essa expressão dele. 

"Escute Suzune". 

"Qual é o problema?". 

Horikita jogou junto, não sendo mais capaz de ignorá-lo agora que ele veio até ela. 

"São aqueles caras da classe C ou melhor, é Ryūen. Eles estão me seguindo desde a manhã. Eles até bloquearam meu caminho quando eu estava andando pelo corredor. Estou realmente ficando furioso.”

"Você não se envolveu com eles ou usou algum tipo de linguagem violenta contra eles, não é?". 

Enquanto Horikita o encarava levemente, Sudou imediatamente negou. 

"Claro que não. Eu ignorei  eles e vim aqui". 

"Entendo. Parece que você seguiu minhas instruções à risca". 

O mais importante é que ele não causou nenhum problema até agora. 

"A propósito, o que você quer dizer com instruções?". 

Eu perguntei a Sudou. 

"Suzune me disse para simplesmente ignorar algo se eu souber que não vou conseguir lidar com isso adequadamente". 

Esse é um bom conselho. Repreender Sudou mal apenas adicionará combustível ao fogo. É por isso que Sudou aguenta, mesmo que acabe estressando ele, é o melhor curso de ação. 

"Bem, acho que talvez eu tenha esbarrado em seus ombros no caminho. Os caras das outras classes também deveriam saber que eu fui pego por isso, então tudo ficará bem, certo?". 

"Isso mesmo, certamente nem eles usarão isso contra você". 

Afinal, eles já envolveram a escola e o conselho estudantil uma vez e causaram alvoroço. Seria uma história diferente se ele desse um soco, mas apenas forçar o caminho seria bom. 

"Então? O que eles disseram para você?". 

"Eles me chamavam de idiota e macaco, nomes infantis assim. Eles estavam tentando me intimidar". 

Bang!

Ele socou a própria palma da mão para desabafar. Eu me pergunto se isso é uma continuação de suas ações no clube de tiro com arco ontem. 

"Akito também... Miyake também teve os caras da classe C presos a ele durante as atividades do clube". 

"Miyake-kun também? Eles estão sendo muito ativos hoje em dia". 

"Qual é o objetivo deles? Eles estão tentando causar outro incidente como o que eles usaram contra mim?". 

"Eu não sei. Não posso dizer nada neste momento. Mas vou pensar em uma contramedida. Mesmo que eles se aproximem de você dessa maneira, não se preocupe". 

"Entendi. Não vou quebrar nossa promessa. Não farei nada, mesmo que eles comecem a dar socos". 

As palavras de Sudou agora têm um peso considerável em comparação com a última vez que ele brigou com a Classe C. É precisamente porque ela entendeu isso que Horikita as aceitou honestamente. 

Depois de concluir satisfatoriamente seu relatório, Sudou voltou ao seu lugar e casualmente iniciou uma conversa com Ike e os outros. Observando isso, disse Horikita. 

"Eu me pergunto se Sudou-kun finalmente se tornou uma pessoa bem ajustada". 

"Sim, sua maneira de falar ainda é um tanto grosseira, mas deve estar dentro da faixa de aceitabilidade". 

"Parece que é necessário que ele dê o próximo passo também". 

Depois de dizer isso, Horikita pegou um caderno na mão e começou a escrever nele com uma caneta. 

"O que você quer dizer com o próximo passo?". 

Tentei espiar, mas Horikita imediatamente fechou o caderno. 

"Esse ainda é um assunto distante. No momento, o que devemos focar não é Sudou-kun e seus problemas". 

Ela calmamente acrescentou que não podemos nos dar ao luxo de nos concentrarmos nele. Eu não sei o que está acontecendo em sua cabeça, mas eu não poderia me importar menos. Recentemente, Horikita tem agido depois de pensar nas coisas cada vez mais. 

Provavelmente porque ela se tornou gradualmente capaz de se comunicar com Sudou, Hirata e os outros. 

"Ainda assim, Ryūen-kun está sendo bastante ativo, e logo após o Paper Shuffle e eu percebi que ele manteria um perfil discreto por mais um tempo. Gostaria de saber se isso significa que ele está tramando algo novamente logo de cara.". 

"Mas isso não é estranho? Não é como se houvesse um exame especial agora ou algo assim". 

"Olhando para trás, os exames não são as únicas ocasiões em que ele costumava nos atacar. Como atacar Sudou-kun, por exemplo. E parece que ele também fez algo com Ichinose-san e Classe B não relacionados aos exames também. Ele parece gostar de fazer coisas fora da caixa que não envolvam brigas por pontos". 

Você já não sabe disso sem ter que perguntar sempre? Como se estivesse me perguntando isso, ela olha para mim. Claro, eu ignorei, me fazendo de bobo. 

"Mas eu me pergunto o que ele está procurando dessa vez". 

"Você realmente não sabe? Ou você está fingindo?". 

"Como assim? Eu não entendo". 

"Ele está procurando o mentor que controla a Classe D das sombras. E para fazer isso, ele começou a fazer movimentos sem se importar com as consequências". 

"Em outras palavras, ele está procurando por você?". 

Quando eu disse isso, ela me deu um olhar intenso. 

"Usar-me como sua capa de invisibilidade não funcionará mais com Ryūen-kun". 

Horikita continuou seriamente sem me provocar. 

"Qual é a sua base para dizer isso?". 

"Se, como todos os outros, ele ainda achasse que sou eu quem está mexendo as peças, não seria estranho se ele me abordasse diretamente. Mas desta vez, ele não fez nada comigo". 

Todo esse tempo, Ryūen ficou obcecado por Horikita, mas parece que isso não é mais o caso. 

"Isso não é uma questão de perspectiva? Isso não significa apenas que a estratégia que você usou durante o Paper Shuffle é eficaz além da imaginação? Você pode interpretar isso como ele sendo indeciso sobre estragar seu ataque, certo? Ele pode estar tentando remover os obstáculos no caminho de seu objetivo primeiro". 

"Eu me pergunto sobre isso. Mas não penso assim. Devo dizer que ele perdeu o interesse em mim". 

"Isso significa que você não estava tão infeliz com o interesse de Ryūen em você?". 

"Não é isso que eu quero dizer. Você quer que eu te chute?". 

"Eu não quero ser chutado". 

Eu imediatamente neguei, porque ela é do tipo que realmente chuta você. 

"Não é apenas que o líder das sombras dessa classe atraiu sua atenção estupidamente?... fique à vontade para evitar isso, mas você realmente quer que eu diga mais do que isso aqui?". 

Mesmo que seja um pouco antes do início da sala de aula, quando todos os alunos já se sentaram, incluindo Kushida, e não há ninguém para escutar nossa conversa, ainda não é algo que deveríamos discutir aqui. 

"Ainda assim, você entendeu Ryūen muito bem. Ahh não, eu não estou brincando com você dessa vez". 

Desde que ela começou a me encarar de novo, entrei em pânico e acrescentei isso. 

"O ‘modus operandi dele é basicamente a mesma coisa. Independentemente do sucesso ou fracasso, ele usa repetidamente métodos semelhantes para lutar. Se ele me atacar repetidamente, é natural que eu acabe aprendendo com ele, mesmo que não queira. É por isso que ela... é por isso que eu previ que ele usaria Kushida-san durante o Paper Shuffle. Claro, nem preciso dizer que seria ideal se isso não acontecesse...”

Ninguém quer que um colega de classe se transforme em traidor. Se Kushida não tivesse traído a turma, talvez não tivéssemos que nos esforçar tanto em nossos exames. Isso é o que Horikita pensa. 

Mas vamos pensar sobre isso. É precisamente porque há uma ameaça interna como Kushida presente entre nós que Ryūen baixou a guarda. Se ele não tivesse um peão em que pudesse agir, provavelmente pensaria em uma estratégia diferente. 

Como resultado, para o bem ou para o mal, Kushida ajudou a diminuir o padrão de ataque do inimigo. 

"Não é o único erro de cálculo, mas durante o Paper Shuffle, eu tinha toda a intenção de superar o Ryūen-kun". 

"Não foi isso o que realmente aconteceu?". 

"Sim. É por isso que alguém da classe C pode ser expulso por negligenciar seus estudos. Foi por isso que pensei, mas acho que foi Ingenuidade da minha parte pensar nisso". 

Se você conseguir colocar as mãos nas perguntas e respostas completas, não precisará estudar. É por isso que não teria sido estranho que as expulsões ocorressem dentro da Classe C devido a eles terem baixado a guarda. Provavelmente foi isso que ela quis dizer. Keisei e os outros também pensaram o mesmo. Como pensei, todos estão na mesma página aqui. 

"Provavelmente porque a Classe C também possui pessoas inteligentes. Seria preciso assumir que elas desempenhavam um papel de apoio diferente da de Ryūen". 

"Suponho que sim. Se eles estão se esforçando nos bastidores, isso vale a pena elogiar". 

Afinal, Ryūen parece muito ansioso para chegar à pessoa que se esconde atrás de Horikita. 

Se for por isso, ele não recuará, mesmo que isso signifique atrair a atenção da escola. 

Eu senti esse tipo de determinação por suas ações. 

"Suponho que seus ataques persistentes só se intensificarão a partir de agora". 

"Isso não tem nada a ver comigo. Porque é seu papel suportar todo o peso disso". 

"Eu sei disso. Ser arrastado à força por você parece ser o meu destino". 

"Estou surpreso que você esteja aceitando isso". 

"Porque não há outra escolha senão aceitá-la. Você não vai recuar agora, vai?". 

Otimismo é uma coisa boa. Em primeiro lugar, Horikita tem potencial. Se ela apenas conseguir habilidades de comunicação a par de Hirata, ela se tornará uma existência digna de sua imagem atual. 

"Então --- você tem uma estratégia em mente?". 

"Para quê?". 

"Estou perguntando se você tem ou não uma contramedida contra a busca de Ryūen-kun. Se não executarmos nossa estratégia agora, as coisas passarão do ponto sem retorno". 

Então Horikita está preocupada com a minha verdadeira identidade sendo revelada. 

Mas isso é uma preocupação desnecessária. 

"Não tenho nada em mente". 

"Lá vai você de novo...". 

Ela suspirou profundamente e mostrou abertamente irritação por eu não contar nada a ela. 

"Então vou mudar um pouco o assunto. Você ainda está participando dessas reuniões?". 

"Quais? Você está falando sobre Keisei e os outros? Existe algum problema com isso?". 

"Eu não acho que seja um grupo muito útil. Em primeiro lugar, foi um grupo formado porque os sujeitos Hasebe-san e Miyake-kun são ruins no necessário, certo? Agora que o exame terminou, esse grupo não se torna desnecessário? ". 

"Não estou pensando em como esse grupo é útil ou não. É muito confortável e eu gosto de estar com eles". 

Horikita sempre buscou a classe A e é tudo o que há com ela. Desde que eu nunca tive muito interesse nisso desde o início, não há realmente sentido em manter contato com Horikita tanto assim. 

Se, por acaso, Horikita desistir do conflito de classe e depois falar comigo, eu seria capaz de interagir com ela da mesma maneira que interajo com Keisei e os outros. 

“ você vai cooperar comigo, não é?". 

"Eu vou. O melhor de minha capacidade". 

Ela não parece muito convencida. 

 

***

Parte 1

 

As aulas da manhã terminaram e agora é hora do almoço. Enquanto eu pensava em convidar Akito e Keisei para almoçar, minha vizinha olhou para mim. 

"O quê? Certamente você não vai continuar o tópico desta manhã, vai?". 

"Não. Eu tenho um pedido a fazer". 

"Eu vou passar se for um problema". 

"Não vou negar que é problemático, mas não vai demorar muito". 

Horikita disse isso e depois pegou um livro de dentro da bolsa. 

"Você não disse na semana passada que queria ler isso?". 

Ela colocou o livro, que tinha o selo da biblioteca, sobre a mesa. 

" 'Adeus, minha querida’, hein?".

Uma obra-prima de Raymond Chandler. 

Estou interessado nisso há algum tempo e já fui à biblioteca várias vezes, mas por alguma razão, este livro parece ser muito popular aqui, pois está sempre emprestado. 

Eu tinha praticamente desistido, não tendo outra escolha senão comprá-lo. 

"Estou impressionado que você conseguiu pega-lo. Por acaso, você vai me emprestar?". 

Imagino que alguém tentará pega-lo no momento em que ele voltar. Para garantir que eu ponha minhas mãos nele, é melhor retirá-lo diretamente das mãos da última pessoa para consegui-lo, mesmo que seja um pouco disfarçado. 

"Se você quiser. Também, a propósito, hoje é a data de retorno. É por isso que seria ótimo se você pudesse ir até a biblioteca, devolvê-la e depois pegar emprestado". 

"Você está delegando isso para mim porque devolvê-lo é um incômodo?". 

"Mesmo se eu devolver, você terá que estar presente na biblioteca de qualquer maneira, certo? Pelo contrário, acho que essa é a decisão certa a ser tomada em termos de eficiência". 

Ela tem razão. Isso apenas aliviaria Horikita do fardo de ter que devolvê-lo ela mesma. Você precisa do seu cartão de estudante para reservar um livro e é impossível para mim retirar um em nome de outra pessoa. Por outro lado, você não precisa de nada para devolver o livro. 

"É claro que, se você recusar, terei de ir à biblioteca e devolvê-lo eu mesma. Mas não se sabe quando esse livro popular e sob demanda cairá em suas mãos novamente. Ou talvez eu tenho que perder meu tempo indo para a biblioteca". 

Mas isso é ineficiente, não é? Esse é o tipo de pressão implacável que sinto me batendo. 

Eu me pergunto se essa é a gentileza de Horikita em relação a alguém que quer ler o livro como eu. 

“Tudo bem. Eu vou aceitar de bom grado". 

"Vou deixar para você". 

Depois de dizer isso, Horikita me entregou o livro. 

"Eu não me importo quando você vai, desde que faça isso hoje, durante o almoço ou depois da escola. Mas certifique-se de fazê-lo. Se eu receber um aviso de atraso, você estará assumindo a responsabilidade por ele". 

"Eu sei disso". 

Eu nunca peguei emprestado um livro da biblioteca antes, mas entendo o processo em si. 

O empréstimo é gratuito, mas você terá pontos particulares deduzidos se estiver em atraso. É assim que funciona. 

"Atacar enquanto o ferro estiver quente. Vou agora". 

Isso também deixaria Horikita à vontade e é melhor não prolongar esse problema. 



***

Parte 2

 

A biblioteca no início do intervalo para o almoço está surpreendentemente vazia. Como a comida é proibida dentro da biblioteca, não podemos usá-la como um local para as refeições. No momento, parece que apenas algumas pessoas estão presentes, então parece que eu vou poder passar pelo processo de devolução do livro sem problemas. 

"Eu já estou aqui, então eu poderia pedir outro livro emprestado...". 

Quer eu empreste um ou dois livros, o problema de devolvê-los será o mesmo de qualquer maneira. Antes de devolver o livro, acho que vou procurar um livro que me interesse ler. 

Enquanto segurava 'Adeus, minha querida” em uma mão, fui até a ala de mistérios. Como vai ser assim, eu poderia pedir emprestado um ou dois livros temáticos de detetive. 

Seria melhor se eu pudesse pegar outro de Raymond Chandler. Ao chegar na esquina do mistério, vi uma aluna solitária. Esforçando-se para esticar os braços e recuperar um livro colocado mais alto na estante do que sua altura. O livro está localizado nessa altura estranha, onde, em um momento, parece que ela será capaz de alcançá-lo, mas não será capaz de alcançá-lo no momento seguinte. 

Desde que parecia que ela não seria capaz de alcançá-lo, ela parece relutante em usar o banquinho fornecido. Suponho que seja assim se você é menino ou menina. O livro que ela está tentando agarrar é “O Morro dos Ventos Uivantes”, de Emily Bronte. 

É um romance escrito pelas irmãs Bronte e é bem conhecido no mundo literário. Não, embora a sinopse por si só possa parecer um mistério, o gênero real teria que ser romance, não é? Eu então estendi a mão para pegar o livro "O Morro dos Ventos Uivantes", que a garota também estava tentando alcançar. 

"Eu posso ter feito algo desnecessário, mas...". 

Naquele momento, percebi que reconhecia a aluna ao meu lado. 

"Você é da classe C...". 

Shiina Hiyori. 

Ela era uma estudante que apareceu junto com Ryūen diante de nós há um tempo atrás. Depois de olhar discretamente para o meu rosto, parece que ela também me reconheceu da mesma forma. 

"Se eu me lembro você é... Ayanokõji-kun, certo?" ela perguntou. 

Parece que ela se lembrou do meu nome. Considerando a maneira estranha de contato que fizemos, suponho que era inevitável. 

"Sim. Por enquanto, aqui...". Eu entreguei a ela o livro. 

"Muito obrigada". 

"Você gosta? Bronte". 

"Pessoalmente, não gosto nem detesto nada. Mas o livro estava no lugar errado, quanto ao gênero, então pensei em devolvê-lo à sua posição correta", respondeu ela. 

"Entendo". 

Parece que ela estava tentando fazer a mesma coisa que eu. 

"A propósito, o livro que você tem com você... é ‘Adeus, Minha querida’, certo? Essa é uma obra-prima", ela me disse. 

E com isso, parecia algo iluminado nos olhos de Shiina. 

"Consegui pegar emprestado de um amigo hoje". 

"Você certamente está com sorte, então, parece que Raymond Chandler é muito popular entre os alunos do 2º ano e houve uma batalha sobre este livro por um tempo. Eu tenho vontade de lê-lo há um tempo, mas não é possível encontrá-lo aqui hoje", continuou ela. 

"Parece que fiz algo ruim. Monopolizando", respondi a ela.

"Eu não me importo. Eu já li ele aliás. E, além disso, enquanto procurava esse livro, fui abençoada por encontrar outro. Parece que a biblioteca desta escola tem uma grande coleção de livros. Talvez eu me forme antes que eu pudesse ler todos", disse ela, segurando o livro Bronte nas mãos e sorrindo levemente. 

"Entendo, pode ser que seja". 

De fato, há uma grande quantidade de livros armazenados aqui. Mesmo se você não ler um livro em particular, poderá facilmente passar um tempo aqui. 

"Desculpe por perturbá-la". 

Esta é uma pausa para o almoço valiosa. Ela veio aqui em vez de almoçar, ela certamente não está disposta a deixar um aluno de outra classe incomodá-la durante esse período. E então eu decido sair. 

"Umm... você está procurando outro livro para retirar por acaso? Se tratando apenas de procurar um livro para pegar emprestado, eu ficaria feliz em ajudar. Como você já está aqui, você prefere retirar outro livro?" Shiina me pergunta me impedindo de sair. 

"Eu pensei em deixar para outra hora --- o que você está fazendo?" Eu perguntei a ela. 

Shiina já tinha tirado os olhos de mim e estava olhando ao redor no canto misterioso da biblioteca. 

"Você já leu a série Dorothy L. Sayers?" ela me pergunta

"Não. Eu já li Christie, mas não Dorothy ainda". 

"Se sim - e quanto a ‘De quem é o corpo?’, Eu recomendo. Também a série Lord Peter, se você ler uma delas, certamente desejará concluir a série também". Dizendo isso, ela puxou os livros das prateleiras e os apresentou para mim. 

"Umm". 

O desenvolvimento repentino me deixou perplexo. Fiquei incerto de como responder a ela. 

"Me desculpe por falar assim, eu te incomodei?" ela me pergunta. 

Eu não estava particularmente interessado, mas também não a recusaria aqui. Além disso, pegar emprestado um livro é de qualquer maneira gratuito, então acho que vou continuar. 

"Desculpe. Fiquei um pouco surpreso agora. Mas como já estou aqui, vou pega-los, eu acho", eu disse a ela. 

"Se você quiser". 

Não sei o que ela quis dizer com isso, mas Shiina me encarou com uma expressão feliz e perguntou. 

"Acho que ainda não acabou a hora do almoço. Se você está bem comigo... você gostaria de comer junto comigo", ela me pergunta. 

"Eh?". 

De recomendar livros a um desenvolvimento que eu não esperava. Em vez de um encontro casual, devo assumir que ela recebeu instruções de Ryūen para fazer isso. Se eu recusar ou aceitar o convite dela, a impressão que Shiina obteria de mim é a mesma. Qualquer que seja o caminho que eu escolher, eu inevitavelmente seria marcado como cinza por ela. 

"Não há ninguém na classe C que goste de ler romances, então não tenho com quem conversar". 

Talvez ela simplesmente não pudesse ficar em silêncio, mas Shiina disse isso para mim. 

"Isso não será um problema? No momento, a classe C está em alvoroço procurando alguém da classe D, certo? Acho que estou sendo contado como um dos suspeitos aqui". 

Shiina provavelmente ouviu que eu sou o responsável por Karuizawa e Horikita e provavelmente está tentando confirmar isso. Caso contrário, as chances de me encontrar aqui são infinitamente baixas. É extremamente provável que ela tenha sido enviada para entrar em contato comigo aqui. Em certo sentido, ela é uma existência ainda mais assustadora do que Ryūen. Porque para mim, Shiina Hiyori é uma pessoa completamente desconhecida. Eu nem a notei nos exames anteriores. 

Tenho certeza de que poderia descobrir algumas informações sobre ela usando Karuizawa, mas agora que ela está sendo alvo de Ryūen, essa opção está fora de questão. Como tenho apenas uma pequena comunidade de pessoas que posso usar, não tenho os meios para investigar Shiina no momento. Keisei e Haruka, é claro, não são úteis para coletar informações sobre outras classes. Eu poderia usar Hirata, mas ele é mais ou menos neutro. E como ainda não sei como Hirata se sente sobre mim, ou como ele me vê, não quero confiar nele para isso. Pelo menos não com esse tempo. 

"Por favor, não se preocupe. Eu estava apenas fazendo uma mudança formal para Ryūen-kun. Desde o início, eu nunca estive interessada em coisas como conflitos de qualquer maneira. Ou é um problema para você falar comigo?". 

"Não. Se não houver nenhum problema do seu lado, também não tenho". 

"Isso é um alívio, eu odiaria que as classes brigassem por coisas triviais como essa. Acredito que fazer amigos é a coisa mais importante". 

Não tinha como evitar. O sistema escolar foi criado assim desde o início. Além disso, a maioria dos alunos ainda interage uns com os outros, como de costume. Como Hirata e Kushida parecem ser especialmente populares, eles simplesmente romperão suas paredes pessoais para fazer 'amigos'. 

"Vamos sair então? Parece que o tempo está passando". 

Então eu olhei para o relógio na biblioteca. 

"Por favor, deixe-me terminar de retirar este livro primeiro". 

Quem esperaria que eu tivesse esse tipo de desenvolvimento na biblioteca? 

 

***

Parte 3

 

Nós dois fomos até a cafeteria. Como já se passaram 20 minutos desde o início da pausa para o almoço, já está lotado com muitos estudantes. Mas muitos dos alunos parecem ter terminado as refeições, pois não havia muitos deles fazendo fila na bilheteria. 

Eu escolhi o diário especial, mas aqui está o problema. Shiina parece incapaz de escolher, seus dedos acenava na frente dos botões. 

"Por favor, espere......". 

Eu esperei pacientemente por cerca de dois minutos depois de me dizer isso. Parece que ela finalmente decidiu e escolheu a mesma refeição que eu. 

"Fiquei um pouco indecisa lá". 

"Está tudo bem, não é como se houvesse alguém fazendo fila atrás de nós". 

Logo depois, duas refeições prontas foram colocadas no balcão. Shiina parece estar tendo problemas para segurar a bandeja com a refeição, desde que ela trouxe sua mochila junto com ela para a lanchonete. 

"A bolsa não está atrapalhando? Vou carregá-la". 

"Não, eu não posso pedir para você fazer algo tão problemático...". 

"Está tudo bem, tropeçar enquanto segura a bandeja seria muito mais problemático". 

"Desculpa...". 

Quando ela se desculpou, entregou a bolsa para mim, eu a peguei na mão e realmente a achei bastante pesada. Gostaria de saber se tem livros didáticos nele. 

"É pesado, não é? Obrigada". 

Evitando as multidões, tanto quanto possível, encontramos assentos vazios e nos sentamos frente a frente. E então, tardiamente, começamos a almoçar lentamente. 

"Você costuma comer aqui na cafeteria?". 

"Não. Normalmente, eu compro meu almoço na loja de conveniência de manhã e geralmente como na sala de aula. Você vem aqui frequentemente, Ayanokõji-kun?". 

"A comida da loja de conveniência não é muito deliciosa. Suponho que nada supera a comida feita do forno". 

Isso evita o problema e também vale a pena o esforço. Shiina pegou a comida com os pauzinhos e levou-a à boca de uma maneira muito digna. 

Eu observei seus movimentos com admiração. A maneira como ela lida com os pauzinhos é extremamente elegante. 

"Hmm, entendo... a comida da lanchonete da escola é certamente deliciosa. Vou me lembrar disso". 

"Será que esta é sua primeira vez comendo aqui?". 

"Suponho que o gato está fora da bolsa?". 

"Estou pensando que desde que estávamos na bilheteria, talvez você não tenha...". 

Já estamos no final do nosso segundo semestre e os alunos que não fizeram uso da lanchonete são uma raça rara. 

"Estou curiosa sobre isso há um tempo, mas depois que você perde o gatilho inicial, acaba procrastinando, não acha? Pensei que essa era uma chance tão boa quanto qualquer outra, então reuni minha coragem para vim". 

De alguma forma, eu entendo os sentimentos dela. Você precisa de um pouco de coragem para aparecer em um lugar para onde normalmente não vai. Você não sabe como deve agir lá e acaba hesitando. Seus próprios sentimentos de não querer mostrar às pessoas que frequentam regularmente, como estão profundamente afastados acabam parando. Também tive minhas reservas sobre a compra de café na loja de conveniência. 

Porque eu não tinha certeza de que seria capaz de fazer café de uma xícara de café sem nada além de gelo. Mas, na maioria dos casos, você descobrirá que não é nada difícil assim que experimentar.

"Então isso significa que este poderia ser o gatilho para você vir aqui de agora em diante". 

"Sim". 

Depois conversamos um pouco enquanto terminávamos o almoço. Como somos os retardatários daqui, a maioria dos estudantes que almoça aqui já terminou e foi embora. É claro que existem estudantes aqui e ali que ficaram para conversar ou para comer. 

"Gostaria de continuar de onde paramos na biblioteca. Se não for um incômodo, por favor, leia isso?". 

Dizendo isso, Shiina coloca algo em cima da mesa. 

Don!~

Um som pesado que você não esperaria dele à primeira vista ressoou. 

"Você já leu algum desses livros antes, Ayanokõji-kun?".

Ela acabou de tirar quatro livros da bolsa. Não é de admirar que seja tão pesado. 

William Irish e Ellery Queen, bem como Lawrence Block e Isaac Asimov. 

"Você tem bom gosto...". 

Todos esses são romances de mistério, obras-primas da antiguidade. 

"Você pode dizer?". 

"Eu também sou fã do gênero mistério". 

"Entendo". 

Shiina ri alegremente enquanto junta as mãos. E foi aí que eu percebi que havia algo errado nos livros. 

"Estes não são da biblioteca, são?". 

"Eles são todos meus. Estou carregando eles por aí, caso eu encontre alguém que compartilhe o mesmo interesse por eles um dia, para que eu possa emprestar a ele. Foi apenas um livro a princípio, mas antes que eu encontrasse alguém assim, apenas continuou se empilhando". 

"Foi assim mesmo?". 

Essa garota tem alguns parafusos soltos. 

"Por favor, não se detenha, pegue o que quiser". 

"Então... suponho que irei com Ellery Queen já que ainda não li esse". 

"Por favor faça". 

Se é ela fazendo um ato, é um ato infernal, mas eu realmente não sinto isso por ela. Só posso imaginar essas ações dela porque ela realmente ama livros. 

Mas eu fiz uma conexão estranha em um lugar estranho. É claro que eu deveria ficar atento se essa é uma armadilha que a Classe C está montando, mas acho seguro dizer que esse assunto é uma completa coincidência. 

Prometi devolvê-lo a ela mais tarde, no momento em que tocou a campainha que indicava o fim de nosso horário de almoço. 

 

***

Parte 4

 

Depois da escola, fui contactado como de costume através do nosso bate-papo em grupo. 

[“Venha ao Keyaki Mall, se puder. O lugar de sempre.”]

Uma mensagem casual de Haruka. 

No momento em que tentei responder com meu telefone, uma espada verbal da minha vizinha veio voando para mim. 

"Essa sua cara sorridente está me assustando". 

"De quem?". 

"Sua. Você tem um pouco de autoconsciência, certo? Mesmo sem eu ter que apontar isso?". 

"Pelo menos posso dizer com confiança que não estava sorrindo". 

Porque não me lembro dos cantos da minha boca se curvando para cima. 

"É só que você é ainda mais sério do que eu, ou talvez esteja se fazendo de bobo.....? Estou falando do seu eu interior". 

Aparentemente, Horikita pode dizer que estou muito feliz por ter um amigo me enviando uma mensagem de bate-papo. 

"Você está se enturmando, não é?". 

E com um comentário descartável como esse, Horikita pegou sua bolsa na mão e saiu sozinha. 

"Eu estava sorrindo, hein?". 

Claro, eu admito que não é ruim ser contatado assim por um amigo, mas se a conclusão que você tira disso é que eu estava 'sorrindo', então não é algo que Horikita deveria estar comemorando. 

Ela realmente quer continuar tão solitária? Eu rapidamente embrulhei as coisas e saí da sala de aula. Se fôssemos um grupo normal, poderíamos ter ido para o nosso destino enquanto conversávamos por todo o caminho, mas para um grupo como o nosso sem força motriz, isso não é bem possível. 

Só nos reunimos quando há pessoas dispostas a se encontrar. Quando cheguei ao nosso local habitual no Keyaki Mall, todos já estavam reunidos. 

"Akito, e as atividades do seu clube?". 

“ eu vou faltar hoje". 

"Parece que os caras da classe C apareceram no clube de tiro com arco novamente. Pelo que posso dizer, eles não brigaram com ninguém, no entanto...". 

Aparentemente, não houve uma briga lá. 

"Eu disse aos meus veteranos que não estava sentindo muito bem e que vou fazer uma pausa. Nosso clube é bastante brando, entende?" 

Mesmo se ele estiver dando um tempo, essa declaração é honesta demais. Bem, suponho que se ele usasse a desculpa de que não está se sentindo bem, não seria capaz de aparecer aqui, afinal. 

"Precisamos seriamente pôr um fim às ações imprudentes da Classe C. Nesse ritmo, está prejudicando as atividades de nosso clube". 

"Que tal discutir isso com nossa professora?". 

Haruka ofereceu. Mas Akito balançou a cabeça. 

"Nada que você possa fazer se a única coisa que você vai dizer é que você está sendo observado pela Classe C. Seria uma história diferente se eles invadissem uma área privada, mas eles são livres para visitar o clube de tiro com arco." 

Mesmo que isso seja mentira, eles ainda estão livres para dar uma olhada quantas vezes quiserem. 

"Acho que sim. A classe C está realmente nos dando pesar, não é? Ahh, falando em classe C, eu vi. Que detestável, chefe". Dizendo palavras anacrônicas assim, Haruka me deu uma cotovelada nas costelas. 

"Você viu? O que?". 

"O que você quer dizer com 'o que'? Estou falando de Kiyopon comendo junto com Shiina-san da classe C". 

...Entendo. Acho que ela nos viu na cafeteria. Embora seja uma área espaçosa, não havia muitas pessoas até então, então não é realmente estranho. 

"Eu só sei que Airi está preocupada com isso desde o momento em que ela estava derramando arroz em todo o lugar". 

"Wah! Você prometeu que não falaria sobre isso, Haruka-chan!". 

"Sério? Então vamos fingir que isso não aconteceu agora". 

Obviamente, o cérebro não está realmente configurado para esquecer as coisas com tanta facilidade. Mas com isso, eu consegui entender. Que a razão pela qual ela nos reuniu aqui hoje é, sem dúvida, porque ela queria discutir isso. 

"Logo antes do Natal? Poderia ser um romance de última hora?". 

"Sério, Kiyotaka? Eu não imaginei que você fosse do tipo mundano". 

Quase como se ele estivesse um pouco irritado com isso, Keisei disse isso.

"Ingênuo. Você é muito ingênuo, Yukimu ~. Todos os caminhos levam ao romance de um garoto e uma garota. Além disso, 'tipo mundano' é uma coisa tão ridícula de se dizer. Os adolescentes hoje em dia estão em um ritmo muito mais rápido do que você está imaginando". 

"O que você quer dizer com 'mais rápido'? Ainda estamos no primeiro ano do ensino médio, você sabe". 

"Olhe aqui, experimentar romance pela primeira vez no seu primeiro ano do ensino médio já é considerado tarde demais. Quando eu estava no ensino fundamental, alguns dos meus colegas de classe já namoravam alunos do ensino fundamental e do ensino médio". 

A mandíbula de Keisei caiu na declaração chocante de Haruka e ele ficou pasmo. 

"Eu-eu nunca ouvi isso antes". 

"Isso significa que você nunca prestou atenção ao seu ambiente, Yukimu ~. A maioria das meninas não está interessada em um colega de classe infantil". 

Eu não acho que você possa realmente aplicar essa lógica aos alunos do ensino fundamental, mas isso poderia ser apenas para Keisei e eu sem experiência em assuntos mundanos. Mas preciso fazer uma correção onde é preciso fazer. 

"Desculpe chover no seu desfile, mas não existe nada disso comigo". 

"Sério? Você tem certeza de que não está apenas tentando evitar o constrangimento?". 

"Vi-viu? Eu te disse, mas você não acreditaria em mim, Haruka-chan". 

"Eu tive alguns negócios na biblioteca durante o intervalo do almoço. Achei Shiina lá por coincidência. Acho que provavelmente é o mesmo que Akito sendo observado por Ishizaki e os outros no clube dele. Ela me perguntou várias coisas também. Eu não queria recusá-la e acabar atraindo mais atenção indesejada...”. 

Ao acompanhar o fluxo da conversa assim, me faz parecer mais credível. Além disso, não é realmente uma mentira. 

Mesmo que o nosso encontro tenha sido uma coincidência, ainda é altamente possível que ela estivesse tentando me ouvir lá fora. 

"Então você finalmente foi marcado também, Ayanokõji. Esse cara, Ryūen, realmente odeia a idéia de ser ultrapassado pela Classe D?" 

Akito disse ressentido, ciente agora que ele não é o único afetado por isso. Mas Keisei começou a considerar esse problema de rejeição de um ângulo diferente. 

"Não, isso pode não ser o caso. Você já ouviu os recentes rumores sobre a existência de um mentor por trás da Classe D, certo? Eu não pensei muito até agora, mas essa pode ser a razão pela qual Ryūen está nos seguindo. Ayanokõji, o que exatamente Shiina perguntou de qualquer maneira?". 

"Você está exatamente certo, Keisei. Ela provavelmente pensou que eu seria um alvo fácil para conversar já que eu estava sozinho. Ela falou sobre uma variedade de tópicos diferentes também, mas me questionou um pouco sobre o mentor e tal". 

"Entendo, então é assim que é. Então não foi um encontro nem nada". 

Airi dá um tapinha no peito em alívio depois de saber que não tem relação alguma com isso. 

"Mas eu não tinha idéia, então não conseguia responder, não importa quantas vezes ela me pedisse. Para ser sincero, foi muito difícil". 

"Ainda assim, você parecia estar se divertindo?". 

"Não posso simplesmente see desagradável, posso? Ela ainda é uma colega, para constar". 

Haruka ainda parece desconfiada de mim, mas Keisei mudou imediatamente de assunto. 

"Deixando de lado o romance sobre o qual Haruka está falando, as coisas que a Classe C vem dizendo são preocupantes. Eu me sinto mal por esta sendo espionado, mas parece que Sudou também foi pego nisso e pediu conselhos a Horikita". 

Parece que ele ouviu a conversa com Sudou esta manhã. 

"E você? Você está bem, Keisei?". 

Keisei parecia contemplativo em resposta à preocupação de Akito. 

"Até agora nada aconteceu ainda. Diretamente, é isso. Mas eu estaria mentindo se dissesse que não há nada que me preocupe". 

Como se lembrasse, Keisei nos contou sobre o que estava pensando. 

"Hoje em dia, tenho cruzado o caminho com os alunos da classe C mais do que o habitual. Não prestei atenção, mas todos eram lacaios de Ryūen. Pode ser que eu também esteja sendo alvejado". 

A probabilidade de ser esse o caso é provavelmente extremamente alta. 

"Entendo... mas porque eles não fizeram nada comigo?". 

Ela reservadamente levantou a mão como se não se lembrasse de nada.

"Mesmo". 

Haruka também levantou a mão como Airi. Normalmente, não se pensa que estão sendo seguidas. Ainda mais porque nada disso é conspícuo. 

"Talvez não tenhamos percebido como Keisei e alguém possa estar nos seguindo". 

"Ehh ~ Isso é o que você chamaria de Stalker, certo? Assustador". 

Naturalmente, ter um garoto como alvo de uma garota como essa levaria a vários problemas. Nesse caso, Ryūen pode estar usando meninas, se ele quiser aperfeiçoar sua estratégia. 

"Sendo seguido, hein? Esse pode ser o caso...". 

Ao ouvir isso, Akito cobriu a boca com a mão e disse como se tivesse lembrado de algo. 

"A hora que eu termino as atividades do meu clube e me encontro com vocês geralmente é tarde, certo?". 

"Sim. Geralmente depois das 6 ou 7?". 

"Eu estava sentindo que havia mais alunos da classe C por perto, o que seria normal. Outro dia, quando nos encontramos no Keyaki Mall, Komiya estava lá. Ele está aqui agora também". 

Akito é o mais afiado do nosso grupo, ele tem excelentes habilidades de observação. 

Haruka tentou olhar em volta, mas Akito a deteve. 

"Pare com isso. Nós não sabemos o que eles estão procurando, é melhor não reagir". 

Eu a teria parado se Akito não tivesse feito isso primeiro. É melhor se evitarmos adicionar combustível às chamas o máximo que pudermos. 

"Fluência". 

Haruka disse com desprezo enquanto olhava na direção de Komiya sem nem mesmo esconder. 

"Então é realmente verdade? Nossa classe D tem uma mente oculta?". 

Talvez Haruka não estivesse levando a sério, parece que ela ainda tem suas dúvidas. 

"Não adianta pensar nisso, Haruka. Ryūen não tem escrúpulos em mentir. Não há como saber se temos alguém assim ou não". 

Akito disse enquanto negava a própria premissa. No entanto, parece que Keisei está pensando sobre isso de um ângulo diferente. 

"Tenho certeza que Ryūen pensou nisso. Ele está nos seguindo exatamente porque acredita que há alguém assim. Mas se sim, quem poderia ser?". 

"Hmm? Você acha que há alguém assim?". 

"Caso contrário, nenhuma de suas ações faria sentido". 

Akito não parecia muito convencido. 

"Isso supõe que haja algum significado para as coisas que Ryūen pensa". 

Talvez por causa de seus emaranhados até agora, Akito parece duvidoso disso. 

"O que você acha, Kiyopon?". 

A pergunta que eu esperava vir voando para mim, veio voando para mim. 

"Independentemente de uma pessoa assim existir ou não, essa é provavelmente a razão pela qual ele está nos seguindo". 

Depois de ouvir todas as nossas opiniões, Haruka cruzou os braços e falou. 

"Então, estamos falando de alguém que não é Horikita-san e cujas ações nos fizeram passar pelos exames até agora, certo? Alguém como Yukimu ~ talvez? Ele é inteligente e, na verdade, sempre supera nossos testes" .

"Eu não fiz isso. Eu só estava sendo arrastado durante o exame da ilha e do zodíaco". 

Keisei suspira como se o assunto fosse algo patético. 

"Então talvez Kouenji-kun? Você sabe como é a personalidade dele, mas ele é de primeira classe quando se trata de cérebros e músculos". 

"De jeito nenhum, Haruka. A personalidade dele é exatamente como o que você disse. Você realmente acha que ele é o tipo de pessoa que faria uma mudança para a classe?". 

Sua falta de trabalho em equipe está muito além do de Horikita, a ponto de estar quase fora de cogitação. 

"Mas talvez isso seja apenas falso?". 

"Você está dizendo que a personalidade absurda dele é apenas um disfarce?". 

"Talvez a verdadeira personalidade dele seja um planejador calmo e calculista..... não?". 

Todo mundo balançou a cabeça de uma vez. 

"De jeito nenhum. Ele é apenas extravagante". 

É precisamente porque o conhecem há muito tempo, agora que podem dizer com confiança que esse é o tipo de pessoa que Kouenji é. 

"Mesmo deixando de lado a questão da personalidade, Kouenji sendo o mentor ainda é muito improvável". 

Keisei acrescentou isso como se tivesse prova disso. 

"Ele se aposentou no primeiro dia do exame na ilha. Em outras palavras, ele não seria capaz de avaliar a situação nem um pouco. Se houver um mentor além de Horikita durante o exame na ilha, isso não ajudaria em nada" . 

"Ahh --- eu entendo. Você é bastante persuasivo, Yukimu ~".

"Mas isso é pura adivinhação. E com base na premissa de que existe um mentor como Ryūen teoriza. Além disso, é apenas se o mentor fez uma jogada em todos os exames até agora. Mesmo que existam, eles podem não ter se envolvido durante o exame da ilha. É tudo suposição, é claro ". 

"Entendo. Isso parece certo". 

"Mas acho que há um mentor em nossa classe". 

"Por que você acha isso, Keisei?". 

Keisei continua falando em resposta ao duvidoso Akito. 

"Apenas um palpite. Se eu tivesse que dizer, seria porque a Classe D está fazendo muito progresso até agora, suponho". 

"Mas como Ryūen-kun pode dizer que o mentor não é Horikita-san?". 

Como ninguém sabe o motivo disso, a conversa parou por um momento. 

"Talvez seja Hirata-kun? Se bem me lembro, ele recebeu alguns conselhos de Horikita-san durante o exame na ilha". 

"Talvez seja Hirata emitindo ordens nos bastidores, quer dizer?". 

"Eu realmente não acho que ele seja esse tipo de cara, mas também não posso descartar isso". 

Por fim, foi Hirata quem se tornou o principal suspeito. 

"Mas tenho certeza que Hirata também foi marcado por Ryūen". 

"Isso parece difícil... talvez cerca de 10 pessoas tenham sido marcadas?". 

Normalmente, a vigilância nas mãos de tantas pessoas deixaria você sem espaço para descansar. Assim como Ishizaki é quem está de olho em Akito, Hirata provavelmente também está sendo marcado por outra pessoa. Mas a política de Hirata é a da não intervenção. 

Eu imagino que ele seria atencioso até com inimigos que precisam ser derrotados. E eu não tive muito contato com Hirata nos dias de hoje. É um fato que a liberdade de movimento é limitada enquanto Ryūen está no meio de sua investigação. 

Não faz sentido dar o que eles querem. 

"U-Um, Kiyotaka-kun". 

Depois de ouvir todo mundo lá fora, Airi começou a falar em reservado. 

"Hmm?". 

"Por favor, não fique com raiva, mas... será que o mentor é realmente você Kiyotaka-kun?". 

Com essas palavras, os três restantes se viraram simultaneamente para olhar para mim. 

"Porque você acha isso?". 

"Eu quero dizer, hum... Kiyotaka-kun é sempre calmo e inteligente... e também confiável... também, eu pensei que você estava dando muitos conselhos a Horikita-san, então...". 

"Os resultados do teste de Kiyopon foram bons?".

"Se bem me lembro, eles não eram bons nem ruins". 

Keisei empurra os óculos. 

Suponho que seja apenas da natureza dela, que a observação de Airi provavelmente não tenha uma intenção malévola por trás, já que ela própria não conhece os assuntos ocultos da classe. 

"De-Desculpe. Eu só, de alguma forma, pensei que... que talvez por causa do conselho que você deu sem perceber, Ryūen-kun possa estar mirando você e eu fiquei triste com isso...". 

"Infelizmente, sou eu quem sempre recebe conselhos de Horikita". 

"Bem, quero dizer, Kiyopon tem um lado misterioso. Adicionando o fato de que ele também é próximo de Horikita-san, não seria fora do lugar para ele parecer suspeito". 

"Esse... pode ser o caso. Talvez seja também por isso que Shiina o confrontou diretamente". 

Akito, que negou a existência de um mentor até agora, chegou a essa conclusão. 

"Certamente há motivos para suspeitar de Ayanokõji. Mesmo que não haja um mentor, apenas por estar perto de Horikita, isso pode gerar dúvidas de que exista um mentor, certo?" 

"Se sim, isso é desastroso para você, Kiyopon". 

“Você pode dizer isso de novo". 

"Uma marcação completa feita por Ryūen com base em um malentendido, hein? É irritante só de pensar nisso. Se há algo que o incomoda, sinta-se à vontade para nos consultar, ok?". 

Akito disse enquanto colocava a mão no meu ombro. 

"Sim. Eu farei isso". 

Mas não há como essa vigilância continuar para sempre. Quando houver uma boa oportunidade, Ryūen definitivamente atacará. 



Comentários