Ponto de Vista do Leitor Onisciente Coreana

Tradução: Pumpkin

Revisão: Barão e Empyrean


Volume 1 – Arco 1

Capítulo 1: Começando o Serviço Pago (1)

— Sou Dokja.

Eu geralmente me apresentava assim, então o seguinte mal-entendido ocorria.

— Ah, então você é filho único? 

— Eu sou, mas não é isso o que eu quis dizer. 

— Hã? Então o quê? 

— Meu nome é Dokja. Kim Dokja. 

Kim Dokja.

Meu pai me deu esse nome para ser um homem forte sozinho. Mas graças ao nome que recebi, eu me tornei apenas um homem normal e solitário.

Em suma, era assim:

Kim Dokja, 28 anos, solteiro. Meu hobby era ler web novels no metrô.

Então de volta ao celular.

O metrô estava barulhento, levantei minha cabeça por reflexo. Um par de olhos curiosos estava olhando diretamente para mim. Era uma funcionária da equipe de recursos humanos, Yoo Sangah.

— Ah, olá. 

— Você vai para casa depois do trabalho? 

— Sim. E você, Yoo Sangah? 

— Eu dei sorte. O gerente viajou a negócios hoje. 

Yoo Sangah se sentou assim que o próximo assento ficou vago. Um perfume sutil vinha de seus ombros, me deixando nervoso.

— Você geralmente pega o metrô? 

— Isso… 

Yoo Sangah ficou com uma expressão sombria. Pensando nisso, essa era a primeira vez que vi Yoo Sangah em um metrô.

Começando do Gerente do Departamento Pessoal Kang até o Gerente de Finanças Han… Tinham rumores de que Yoo Sangah era levada para casa por homens da empresa em todos os dias de trabalho. No entanto, as palavras inesperadas vieram da boca de Yoo Sangah.

— Alguém roubou minha bicicleta. 

Bicicleta.

— Você anda de bicicleta? 

— Sim! Estou com muitas horas extras nos últimos dias e parece que não faço exercícios físicos. É um pouco chato, mas vale a pena. 

— Ah, entendi. 

Yoo Sangah sorriu. Olhando mais de perto para ela, pude entender os sentimentos dos homens por ela, mas não era da minha conta.

Cada pessoa tinha seu próprio estilo de vida e Yoo Sangah era alguém que vivia um estilo diferente do meu.

Após a conversa estranha, nós viramos os olhares para nossos celulares. Eu liguei o aplicativo da novel que eu estava lendo antes, enquanto Yoo Sangah… O que era isso?

— Por favor, dinero. 

— Hã? 

— Espanhol. 

— Entendo… O que isso significa? 

— Por favor, me dê dinheiro. 

Yoo Sangah respondeu orgulhosamente. Estudando no metrô enquanto ia para casa. Ela realmente tinha um estilo diferente do meu. Mas qual era a utilidade de memorizar palavras?

— Você está se esforçando muito. 

— A propósito, o que você está vendo? 

— Ah, eu… 

O olhar de Yoo Sangah se fixou na tela do meu celular.

— É uma novel? 

— Sim, bem… Estou estudando coreano. 

— Uau, também gosto de novels. Não consegui ler ultimamente por falta de tempo… 

Isso era surpreendente. Yoo Sangah gostava de ler novels?

'Murakami Haruki, Raymond Carver, Han Kang…'

Pensei assim.

— Dokja, você gosta de quais escritores? 

— Você não saberá mesmo se eu disser os nomes. 

— Li muitas novels. Quem são os autores? 

Neste momento, era muito difícil ler web novels como um hobby. Olhei para o título da novel no aplicativo.

O Mundo Depois da Queda.』 

Autor: Sing Shangshong.

Eu não podia dizer que estava lendo “O Mundo Depois da Queda de Sing Shangshong.”

— É apenas uma novel de fantasia. Bem… Parece o Senhor dos Anéis… 

Os olhos de Yoo Sangah se arregalaram.

— Ah. Senhor dos Anéis. Eu vi o filme. 

— O filme é bom. 

O silêncio continuou por um momento. Yoo Sangah estava olhando para mim como se estivesse esperando que eu dissesse algo. Nossa interação estava ficando tensa. Decidi mudar de assunto.

— Faz um ano desde que me juntei à empresa. Este é o meu último ano. O tempo passa rápido. 

— Sim. Naquela época, nós dois não sabíamos nada, né? 

— Isso mesmo. Parece que foi ontem, mas o período de contrato já acabou. 

Eu percebi que disse algo errado quando vi a expressão de Yoo Sangah.

— Ah, eu… 

Me esqueci disso. Yoo Sangah recebeu créditos por um comprador estrangeiro no mês passado e já foi promovida à funcionária de tempo integral.

— Ah, certo. Meus parabéns atrasado. Foi mal. Haha, eu devia ter me esforçado mais para aprender um idioma estrangeiro. 

— Ah não, Dokja! Tem a análise de desempenho ainda e… 

Eu odiava admitir, mas a visão de Yoo Sangah falando era maravilhosa. Era como se o holofote estivesse brilhando em apenas uma pessoa. Se este mundo fosse uma novel, a protagonista seria ela.

Na verdade, o resultado era inevitável. Não tentei e Yoo Sangah se esforçou. Acabei lendo novels na internet, enquanto Yoo Sangah estudava muito. Então era natural que ela se tornasse uma funcionária de tempo integral e que meu contrato fosse rescindido.

— Isso… Dokja. 

— Sim. 

— Se você não se importa…. Gostaria de saber o aplicativo que eu uso? 

Parecia que a voz de Yoo Sangah estava vindo de longe. Parecia que o mundo estava longe. Eu preparei minha mente e olhei para frente.

Um menino estava sentado no banco a minha frente no metrô.  Ele tinha dez anos ou mais. O garoto estava com uma rede de caça insetos sentado ao lado da mãe e rindo alegremente.

— Dokja? 

E se ele tivesse uma vida diferente a partir de agora? Quero dizer, e se o gênero da minha vida fosse diferente?

— Kim Dok…

Se o gênero da minha vida não fosse “realismo”, mas “fantasia”, eu seria o protagonista? Eu não sabia. Provavelmente ficaria sem resposta para sempre. Havia uma coisa que eu sabia de cara.

— Está tudo bem, Yoo Sangah. 

— Hã? 

— Não daria certo mesmo se me dissesse o aplicativo. 

O gênero da minha vida era obviamente ‘realismo’.

— Eu sou alguém solitário. 

— Hã? O quê… 

— Eu sou apenas alguém assim. 

Neste gênero, eu não era o protagonista, mas sim uma pessoa solitária.

— Vida solitária… 

Yoo Sangah ficou com uma expressão séria e eu acenei com as mãos para dizer que estava tudo bem.

Eu não sabia o porquê, mas essa pessoa estava mesmo preocupada comigo. Talvez porque ela fizesse parte do Departamento Pessoal… Ela já estava ciente do meu desempenho.

— Está tudo bem. 

— Então vou viver uma vida marfim

Yoo Sangah parecia ter decidido algo quando voltou a estudar espanhol. Eu olhei para ela por um tempo antes de voltar para a novel.

Tudo voltou ao normal, mas estranhamente, minha rolagem de novel não estava pegando. Talvez tenha sido por causa do peso da realidade que não consegui rolar para baixo.

Neste momento, uma notificação apareceu no topo do meu smartphone.

- Você tem um novo e-mail.

Era do autor de “Maneiras de Sobreviver”. Abri o e-mail.

– Leitor-nim, minha novel será paga a partir das 19 horas. Isso será útil. Boa sorte.

-1 anexo

O autor disse que me daria um presente.

Qual era o presente?

Como o meu nome, eu também era um leitor por natureza, então fiquei animado por receber o e-mail. Sim, não era ruim viver como um leitor. Em seguida, verifiquei a hora.

Era 18:55. Eu tinha exatamente cinco minutos até a novel ser monetizada às 19:00. Abri a minha lista de novels preferidas no aplicativo.

Desde que eu era o único leitor, eu deveria deixar um comentário de felicitações e dar forças ao autor. Mas…

A obra não existe.

Eu tentei digitar ‘Apocalíptico’ várias vezes na caixa de pesquisa, mas o resultado era o mesmo. O quadro de avisos de ‘Maneiras de Sobreviver’ desapareceu sem deixar vestígios.

Era estranho. Havia algum caso de uma novel ser excluída sem notificação quando seria monetizada?

Neste momento, as luzes do metrô se apagaram e o interior do metrô ficou escuro.

Kiiiiiik-!

O metrô tremeu forte e houve um som metálico. Yoo Sangah gritou e agarrou meu braço.

Então ouvi o som de outras pessoas acordando.

Yoo Sangah apertou meu braço com tanta força que eu estava prestando mais atenção à dor no meu braço esquerdo do que na parada repentina.

Levou meio-minuto para o metrô parar totalmente. Vozes confusas foram ouvidas de todos os lugares.

— Hã, o quê? 

— O-o que é isso? 

No escuro, uma ou duas luzes de telas de celulares estavam ligadas. Yoo Sangah ainda segurava meu braço esquerdo com força ao perguntar:

— O que está acontecendo? 

Eu fingi estar despreocupado.

— Não se preocupe. Não deve ser nada demais. 

— Tem certeza? 

— Tenho, é provavelmente uma perturbação de algum suicida. O maquinista logo fará um anúncio. 

Quando terminei de falar, ouvi o anúncio do maquinista.

— Atenção todos os passageiros do metrô. Atenção todos os passageiros do metrô. 

O ambiente barulhento ficou calmo. Suspirei e abri minha boca.

— Veja. Não é nada demais. Agora um pedido de desculpas irá ao ar e a energia voltará em… 

— TO-DO MUNDO CORRAA…. FUUJAA…! 

O quê?

Houve um som de bip e a transmissão foi desligada. O interior do metrô ficou uma bagunça.

— Do-dokja? O que é isso… 

Uma luz brilhante surgiu na frente do metrô. Houve um som de batida alto seguido de um estouro. Algo estava vindo para cá na escuridão.

Era apenas uma coincidência que eu vi as horas neste momento. 19:00. Tique-Taque, parecia que o mundo estava parando.

Então ouvi uma voz.

O Serviço Gratuito do Sistema Planetário 8612 foi encerrado.

O cenário principal começou.

Foi nessa hora que o gênero da minha vida mudou.



Comentários