Um Alquimista Preguiçoso Brasileira

Autor(a): Guilherme F. C.


Volume 1

Capítulo 3: Despreocupado

O tempo passou e sem se dar conta, a Energia Espiritual de Xiao Ning aumentou. Já não faltava muito para avançar de nível.

Para uma técnica tão poderosa quanto a Dorminhoco Eterno, acumular a Energia necessária para avançar de estágio, quando se esta no Reino Mundano, era algo simples. Ainda mais no caso de Xiao Ning, que, aparentemente, só estava na 2° Camada do Reino Mundano.

Mas, é claro, isso não aconteceu de uma hora para outra.

Xiao Ning dormiu profundamente, de modo que um dia inteiro se passou. E da mesma forma, o segundo dia se foi. Já era noite e mesmo assim,  não deu sinal de que iria acordar. Parecia até que havia entrado em um estado vegetativo.

A noite passou e a manhã do terceiro dia chegou, mas continuava adormecido.

Foi quando, de repente, a luz envolvendo seu corpo brilhou mais forte e ele acordou, com raios azuis saltando dos olhos.

Xiao Ning se levantou em um solavanco e respirou fundo, como se tivesse fugido de um pesadelo no qual a sentença de morte era afogamento. Desnorteado, arquejou com dificuldade, enquanto gotas de suor pingavam de seu rosto esquálido.

― Droga, essa foi por pouco! Eu quase entrei em um sono eterno! ― praguejou a si mesmo, tentando recuperar o fôlego.

A Técnica do Dorminhoco Eterno tinha as suas vantagens e desvantagens, assim como os seus perigos. E o mais aterrador de todos, era também o motivo pelo qual ganhou seu nome. Por trás de sua alcunha abobalhada, existia um perigo soturno e apavorante. Quem cultivá-la, deveria conviver e aceitar a possibilidade constante de, talvez, jamais voltar a despertar.

Ao que parece, se o cultivador não for cuidadoso ao cultivá-la e não possuir Sentidos Espirituais aguçados, a chance de entrar em um sono profundo, do qual nunca mais poderia acordar, era grande.

Xiao Ning, que sempre foi negligente com as coisas que fazia, quase entrou nesse estado de sono eterno. Sua sorte estava no fato de ainda se encontrar em um nível baixo, baixo o suficiente para apenas alguns dias de cultivo fazer grande diferença. Do contrário, por descuido, teria entrado em um coma irreversível.

― Eu tenho que melhorar meus sentidos. ― murmurou, depois de se acalmar. Apesar de estar revigorado e cheio de energia, não tinha como negar ter passado por um sufoco. Reviver para entrar em coma é quase cômico.

Sentido Espiritual, ou, capacidade de sentir Energia Espiritual, é uma habilidade que, no geral, permite ao praticante reconhecer o nível de um cultivador, monstros, técnicas, entre outras coisas. Mas no caso da Dorminhoco Eterno, concederia ao usuário a capacidade de pressentir o seu entorno, mesmo estando com os sentidos adormecidos, e, da mesma forma, acordar sempre que desejasse. Era quase como estar dormindo, sem realmente adormecer.

Agora, um pouco mais relaxado, Xiao Ning enfim exclamou satisfeito, quando notou que havia subido de nível. De imediato, percebeu seu avanço para a 3° Camada do Reino Mundano. Mas, o êxito do progresso foi logo substituído pelo sentimento de confusão. Apenas um cochilo não seria o suficiente para um crescimento tão exponencial. Afinal, quantos dias haviam se passado?

Se perguntando isso, ele se levantou e deixou o casebre ― mas não sem dar uma boa espreguiçada. Queria comer algo antes, pois o estômago, já colado nas costas, roncava alto, feito uma besta aprisionada, privada de uma boa refeição. Porém, só de imaginar comer mais um pedaço daquela carne, profanada por um mal cozinheiro, o fazia ter náuseas.

No instante em que pisou do lado de fora, Xiao Ning logo avistou uma figura se aproximando do casebre passo a passo. Mesmo para seus sentidos falhos, era difícil não sentir toda aquela Energia.

Quem se aproximava era um homem de meia idade, com cabelo longo, azul-escuro, e uma barba curta, desenhada no rosto de uma forma que, pendia entre a grosseria e a elegância. Ele vestia uma túnica azul marinho, detentora da figura de um Long dourado e serpenteante estampado na lateral. Xiao Ning sentiu uma vasta Energia Espiritual emanar de seu corpo e varrer em sua direção. No entanto, não havia malícia nela, era como se fosse algo natural dele, acompanhado seu desfile calmo e resoluto.

― Reino Espirituoso, mas eu não sei em qual camada ele está. ― murmurou pensativo, com um tom sério, enquanto encarava o homem.

No Continente Central era de conhecimento comum que existem nove reinos espirituais. E eles eram: Mundano, Despertar, Virtuoso, Espirituoso, Soberano do Despertar, Monarca Místico, Santo Místico, Sábio Místico e Erudito Místico.

Esses são os reinos espirituais dos quais as pessoas do Continente Central possuíam conhecimento.

E na Família Xiao, uma organização considerada mediana dentro do Império Dourado ― embora, isso por si só represente uma força consideravel ―, estar no Reino Espirituoso era o mesmo que estar no topo. Aquele homem se aproximando, era, muito provável, um grande personagem. Um importante Ancião.

Xiao Ning apertou os olhos e olhou atentamente para o homem. Não conseguia se lembrar quem era aquele senhor, mas seu rosto não lhe era estranho.

Foi apenas depois de muito esforço, que por fim o reconheceu. Aquele era Xiao Chang, o 9° Ancião da Família Xiao.

Em sua vida passada, enquanto ainda estava no Império Dourado, não houve muitas pessoas que se importavam com ele. Na verdade, todos o ignoravam. Xiao Chang era o único que lhe dava alguma atenção. Se não fosse por ele, Xiao Ning decerto teria sido banido da Família.

Porém, apesar de Xiao Chang ter sempre, de certa forma, cuidado de Xiao Ning, eles não eram assim tão próximos. O único motivo para o Ancião fazer isso, era por causa do falecido pai de Ning.

Sem muita pressa, Xiao Chang se aproximou e com um tom de voz grave, disse:

― Pequeno Ning, precisamos conversar. ― Ele lançou um olhar profundo para Xiao Ning, seguido por um leve suspiro, pesaroso, receoso do recado que veio dar. Mas então, com um segundo olhar, um tanto quanto impressionado, continuou. ― Pequeno Ning, você alcançou a 3° Camada, parabéns! ― exprimiu um elogio sincero, de quem estava feliz pelas conquistas de um conhecido.

Ahahaha! Isso não é nada demais. ― Xiao Ning deu um sorriso descontraído. ― Tio Chang, aconteceu alguma coisa?

Pela expressão no rosto de Xiao Chang, algo sério parecia ter acontecido.

― Eu queria estar aqui só para te parabenizar pelo avanço, mas lamento dizer, pequeno Ning, eu não tenho boas notícias.

― O tio não precisa se preocupar tanto. Apenas diga, o que pode ser tão sério assim? ― Xiao Ning, sem a menor dúvida, já havia passado por isso uma vez, então, o que poderia ser tão surpreendente? Assim sendo, com um sorriso no rosto, fez a pergunta.

Vendo-o tão despreocupado, Xiao Chang balançou a cabeça levemente, condenando sua inocência juvenil e anunciou:

― Sua noiva, Xu Xia, está aqui. E ela veio acompanhada do 4° Ancião da Família Xu.

Ouvindo esse nome, Xiao Ning não demorou muito para se lembrar. Ele de fato teve uma noiva, mas não tinha sido por sua escolha. Foi um casamento planejado por seu pai, quando ainda nem mesmo havia nascido.

No entanto, após a morte de seu pai e depois de perceberem que Xiao Ning não possuía talento, a Família Xu se apressou em desfazer o acordo de casamento, deixando-o sem nada.

Naquela época, a única coisa que fazia com que os Anciões tolerassem Xiao Ning era o casamento com os Xus. Mas depois do cancelamento, sua situação dentro da Família piorou ainda mais. E de um encosto que não servia para nada, passou a ser visto como um, definitivo, parasita aproveitador.

Ele se lembrava perfeitamente do cancelamento, pois havia sido um momento difícil em sua vida. Por muito tempo se sentiu humilhado, já que, não apenas a Família Xu, mas aquela que deveria ser sua noiva, na ocasião, fez de tudo para o casamento ser interrompido. E esse era o tipo de coisa da qual deixava uma cicatriz.

Mas, é claro, estava tudo no passado.

Hoje, provavelmente era o dia no qual o casamento seria cancelado.

E quando percebeu isso, a expressão de Xiao Ning afundou. Com as sobrancelhas franzidas e o dedo batendo nos lábios, começou a refletir sobre algo...

É claro, não se importava nem um pouco com essa bobagem de casamento ou noiva. Não mais. Sabendo o que o aguardava nos próximos continentes, era até melhor não estar casado. Se não fosse ela, seria ele a pôr um fim nessa baboseira.

Não... O que de fato importava nisso, era que Xiao Ning enfim descobriu o dia no qual se encontrava, assim como quanto tempo faltava para o início da Guerra do Extermínio. E de acordo com os seus cálculos, a guerra começaria em aproximadamente quatro anos e meio.

Quatro anos e meio, essa era uma boa notícia para Xiao Ning. Isso significava que ainda teria muito tempo para se preparar. Não precisaria sair às pressas para o próximo continente.

Além do mais, quando viu Xiao Chang, ele tomou uma decisão.

Por tudo o que Xiao Chang fez por ele, como uma forma de retribuição, ficaria e ajudaria a aumentar as chances da Família durante a grande catástrofe. Mesmo que, apenas um pouco. Até porque, já não havia motivos para se apressar e fugir.

Hm, o que foi, pequeno Ning? Aconteceu alguma coisa? ― perguntou Xiao Chang, preocupado, vendo seu semblante perdido.

― Não é nada tio, não precisa se preocupar. Quanto ao casamento, o senhor pode... ― Xiao Ning já estava para mandar o Ancião embora, levando consigo o recado de que estava tudo acabado. Mas de repente percebeu algo...

Se ele fosse ajudar a aumentar as chances de sobrevivência da Família Xiao, então, o que seria melhor do que aquilo, sua especialidade?

Tendo vislumbrado um plano, deixou escapar um sorriso divertido e não pôde deixar de pensar; “talvez eu possa me divertir um pouco por aqui.”

― Tio, o senhor disse que a Xu Xia está aqui, certo? ― questionou, com um sorriso no rosto. ― Neste caso, não podemos deixá-la esperando. Vamos vê-la.

― Você tem certeza disso? Se o pequeno Ning quiser, eu posso resolver isso eu mesmo.

― O tio se preocupa demais. Eu não posso deixar minha noiva esperando, não é mesmo. Ahaha! ― disse em um tom de brincadeira. E, logo em seguida, começou a gargalhar alto, feito um velho caduco. ― Venha, vamos indo.

Mesmo parecendo empolgado para ir de encontro a sua futura ex-noiva, Ning ainda esperou pela liderança de Xiao Chang. O motivo para isso era simples, não lembrava o caminho.

E assim, os dois partiram...

Depois de andar por algum tempo, eles chegaram a um lindo pátio, com um gramado verdejante e algumas flores em um canteiro, devidamente organizado e bem cuidado.

Aquele era o pátio particular de Xiao Chang. A casa, que ficava a algumas dezenas de metros de distância da entrada, era enorme. Mesmo a porta de entrada era mais larga que o casebre de Xiao Ning.

E próximo a casa principal, ao fim de um caminho pavimentado com pequenos blocos de pedras retangulares, havia um grande salão. As paredes estavam tingidas de um tom vermelho chamativo, e, entalhado nos pilares de madeira que sustentava o alpendre, viam-se desenhos de bestas lendárias e animais selvagens.

Sem fazer cerimônia, Xiao Ning entrou no salão acompanhado por Xiao Chang e dentro, avistou duas pessoas sentadas parecendo bastante confortáveis em um sofá vermelho, enquanto bebiam chá.

O que parecia estar mais à vontade era um homem velho, de cabelo grisalho e uma longa barba prateada, que cascateava sobre seu colo. Aquele era Xu Gan, 4° ancião da Família Xu e avô de Xu Xia.

Ao seu lado se encontrava uma linda jovem de cabelo dourado. Ela usava um vestido amarelo, com um pássaro incandescente estampado no peito, cuja calda se desdobrava ao longo de seu flanco esquerdo. Seus olhos eram verde-claros e apesar da beleza tenra e jovial, eles eram frios com um toque de vaidade.

 Xiao Ning olhou uma vez para o velho e a jovem, antes de desabar em outra poltrona, com uma postura relaxada e nada respeitosa. No decorrer de seus milhares de anos de vida, acabou por perder muitos dos costumes considerados "bons modos".

― Agora que Xiao Ning chegou, podemos acabar logo com isso. ― disse Xu Gan sendo direto, sem se importar em fazer uso de cortesias. Repousando sua xicara de chá na mesa em frente, deu sequência à sua fala. ― Xiao Ning, você sabe por que estamos aqui?

― Nem ideia. ― respondeu, em um tom despreocupado, dando de ombro.

Neste momento, Xiao Chang deu um passo à frente e interferiu:

― Grande irmão Gan, por favor, reconsidere. Se for uma questão de dote, estou disposto a abrir mão de alguns tesouros. Este acordo foi feito há muito tempo, querer voltar atrás agora é...

― Eu entendo o lado do irmãozinho Chang. ― Xu Gan o interrompeu, enquanto balançava a cabeça, conforme continuava. ― Mas a decisão já foi tomada. Xiao Ning, estamos aqui para cancelar oficialmente o casamento entre você e minha neta.

Ouvindo isso, Xiao Chang lançou um olhar de pena na direção do afilhado e balançou a cabeça, enquanto soltava um suspiro exaurido. Ele lamentou o fato de não poder ser de muita ajuda. Por outro lado, Xu Xia o encarou com um olhar perfurante, como quem dizia: “Não ouse recusar!”.

Porém, contrariando a expectativa de todos, Xiao Ning estava tranquilo, como se o que acabara de ouvir não fosse nada demais.

Então, dando de ombros, respondeu de forma desinteressada:

― Tudo bem. ― Não havia muito o que ser dito. E para ser sincero, também não queria perder tempo com conversas fúteis.

Vendo a atitude imparcial do noivo, Xu Gan estreitou os olhos e exprimiu uma cara feia. Ele estava pronto para fazer um discurso. Afinal, romper um acordo de casamento não é uma questão tão simples. Veio todo o caminho até aqui ensaiando um discurso sobre posições e diferenças entre talentos.

Entretanto, para a sua surpresa e desgosto, Xiao Ning não parecia se importar com isso. Era como se ele não desse a menor importância ao assunto. E isso era um pouco irritante, mas também evitava problemas.

Xu Xia, apesar de se sentir desgostosa quanto a atitude desinteressada de Ning, não disse nada. Permaneceu inerte, sem manifestar suas emoções. Estava feliz pelas coisas se resolverem tão facilmente.

― Julgando pela sua atitude, creio que você concorda com essa decisão. ― disse Xu Gan. Mas agora, sua voz já não era indiferente igual a antes. Havia leves traços de irritação escondidos nela.

No entanto, Xiao Ning continuou com sua atitude relaxada.

― É claro, concordo plenamente. Eu sou daqueles que acredita no livre-arbítrio. As pessoas devem apenas fazer o que quiser fazer. Você não concorda? Ahahaha! ― E caiu na gargalhada. ― Na verdade, isso muito me impressiona. Eu sei que essa foi uma decisão tomada, acima de tudo, pela Família Xu, mas tenho certeza de que a pequena Xia também lutou contra esse casamento e uma garota com coragem para lutar por seus objetivos é digna de admiração. Ahaha!

A risada alta de Xiao Ning, que reverberou pelo salão, fez todos o olharem com olhos estranhos. Aquele garoto mais parecia um velho gagá, falando coisas sem sentido e rindo de si mesmo.

― Do que foi que você me chamou? ― Porém, ao contrário dos mais velhos, que estavam desconsertados diante da atitude descontraída e despreocupada, Xu Xia se irritou ao ponto de seus olhos emitirem um traço de fúria. Ouvir Xiao Ning chamando-a de “pequena Xia”, fez seu sangue ferver. Como alguém feito ele ousava agir tão intimamente com ela?

Em um salto, ela se levantou do sofá e liberou uma aura opressiva em direção a Xiao Ning. O ar tremeluziu causando leves vibrações violentas, sedenta de sangue, exigindo respeito.

Contudo, Xiao Ning continuou sentado de qualquer jeito na poltrona, marcado por uma expressão relaxada no rosto, conforme era pressionado por uma aura opressora e violenta.

Ora, que garota estressada. ― comentou ele, dando um sorriso descontraído.

Xu Xia deu um passo à frente e pequenas bolas de luzes começaram a aparecer em volta de seu corpo. Ela estava se preparando para lutar.

Mas então, Xu Gan tocou em sua mão e balançou a cabeça, dizendo-a, sem a necessidade de palavras, para parar.

E, apesar de relutante, ela suprimiu sua aura e tornou a se sentar no sofá. Mas não antes de lançar um olhar furioso em direção a Xiao Ning, que respondeu com um sorriso imperturbado e uma piscadela provocativa.

Após as coisas terem se acalmado, Xiao Chang não pôde deixar de olhar para o afilhado e dizer:

― Pequeno Ning, você tem certeza disso? Se as coisas terminarem assim, sua honra... ― Ele estava realmente preocupado. Sabia que se acabasse daquele jeito, as coisas ficariam muito mais difíceis para Ning e talvez, nem mesmo ele, em sua posição de Ancião, poderia continuar a protegê-lo.

Mas em resposta a preocupação de Xiao Chang, Xiao Ning riu alto:

Ahahahah! O tio Chang se preocupa demais. Minha honra não é algo tão frágil para ser ferida só por causa de um simples término de noivado.

As palavras de Xiao Ning poderiam ser consideras como meramente arrogantes. De que modo o término de um compromisso de casamento, arranjado pela própria Família, poderia ser assim tão trivial?

Nas palavras de Xiao Ning, parecia que o rompimento desse acordo não era grande coisa e não teria nenhuma consequência, e isso fez com que os mais velhos presentes balançassem a cabeça interiormente. “Esse era um jovem ingênuo e ignorante”, pensaram eles.

Mas, o que não sabiam era que, para Xiao Ning, isso de fato não representava grande coisa.

Xiao Ning viajou por centenas de continentes. Conheceu diversas culturas. Em alguns lugares, o casamento era arranjado pelos pais. Em outros, as pessoas eram livres para fazer o que quisessem. Existia países no qual mulheres não podiam fazer nada além de cuidar da casa e dos filhos. Não tinham vozes. Em outras regiões, elas governavam impérios.

Em cada lugar, uma crença diferente. Uma hierarquia diferente. Mas havia algo certo e errado? No final, não eram apenas estilos de vidas?

Viajando por incontáveis terras, conhecendo e experimentando culturas distintas, Xiao Ning conheceu o mundo e nisso, moldou a sua própria consciência. Para ele, coisas como obrigações, certo e errado, não era nada mais do que conveniências criadas para a coexistência e em alguns casos, o simples abuso de poder.

Nos seus mais de cinco mil anos, ele nunca se fechou para novas experiências, nunca negou opiniões diferentes e também, jamais deixou de questionar as culturas, as crenças e os estilos de vidas. E foi exatamente por isso, não se deixando influenciar e buscando pela simples verdade, que foi capaz de se tornar um Sábio Místico em sua vida passada.

Para Xiao Ning, que moldou a sua própria consciência através da vivência e descobriu quem verdadeiramente é, um simples término de casamento não era nada demais, nem mesmo ofensivo. Na verdade, era como ele havia dito: para uma garota, neste lugar, no qual a voz da Família representa a lei e a aparência vinha acima de tudo, até mesmo da vida, ter a coragem para se opor a esse acordo era algo digno de louvores.

Mesmo que ela parecesse ser um pouco arrogante e desdenhosa para aqueles sem talentos, não mudava o fato de que era uma garota forte.

Parecia que as coisas haviam chegado a uma conclusão. Xu Gan e Xu Xia se levantaram e se preparam para partir.

― Bom, já que Xiao Ning não tem nenhuma oposição ao cancelamento, então nós estaremos partindo. ― disse Xu Gan. ― Quanto ao dote dado pelo seu pai a minha Família Xu, eu estarei devolvendo dentro de alguns dias.

Nisso, ele se virou pronto para sair.

Mas, então, uma voz tranquila e despreocupada o parou:

― Espere um pouco! ― Xiao Ning de repente chamou. ― Eu de fato não me importo com o rompimento no noivado, mas ainda não terminamos de resolver nossos assuntos.

 


Página do Facebook: Fique por dentro de lançamentos, conheça curiosidades a respeito da obra, saiba em primeira mão sobre novas histórias e interaja comigo quando quiser, a qualquer hora, além de muitas outras coisas.

Instagram: Se preferir, me siga pelo instagram, onde estarei postando trechos da história e curiosidades, além de muitas outras coisas.



Comentários